Páginas

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Ne me quitte pas! Je ne quitte pas!

Não!! Absolutamente!!! Não aderi à maysomania, mas tenho que dobrar meu orgulho, e colocá-lo um pouco no bolso...
De todas as versões que encontrei dessa música, a dela é a que mais me acaricia os ouvidos, não dou a minima para ela, acredito que bem pode ser pela ausência de um sôtaque mais carregado, mas não sei, so gosto mais..



"Não, não, não, não faça isso, cientifico é uma coisa programada, criação é uma coisa que nasce, nasce com a gente, nasce com as nossas dores, nasce com as nossas neuroses, com os nossos... os nossos sorrisos, não não não não... criação é uma coisa muito importante, O cientifico tambem é, só que o cientifico é cientifico, né? Ou não?"

Maysa


Ne me quitte pas - Não me deixe

Ne me quitte pas
Il faut oublier
Tout peut s'oublier
Qui s'enfuit déjà
Oublier le temps
Des malentendus
Et le temps perdu
A savoir comment
Oublier ces heures
Qui tuaient parfois
A coups de pourquoi
Le coeur du bonheur
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

Eu te oferecerei
pérolas de chuva
Que vêm dos paises
Onde não chove

Moi je t'offrirai
Des perles de pluie
Venues de pays
Où il ne pleut pas

Cavarei a terra
Até a minha morte
Para cobrir teu corpo
De ouro e luzes
E farei uma terra
onde o amor será rei
onde o amor será lei
e você será rainha
Não me deixe
Não me deixe
Não me deixe

Je creuserai la terre
Jusqu'après ma mort
Pour couvrir ton corps
D'or et de lumière
Je ferai un domaine
Où l'amour sera roi
Où l'amour sera loi
Où tu seras reine
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

Ne me quitte pas
Je t'inventerai
Des mots insensés
Que tu comprendras
Je te parlerai
De ces amants-là
Qui ont vue deux fois
Leurs coeurs s'embraser
Je te raconterai
L'histoire de ce roi
Mort de n'avoir pas
Pu te rencontrer
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

On a vu souvent
Rejaillir le feu
De l'ancien volcan
Qu'on croyait trop vieux
Il est paraît-il
Des terres brûlées
Donnant plus de blé
Qu'un meilleur avril
Et quand vient le soir
Pour qu'un ciel flamboie
Le rouge et le noir
Ne s'épousent-ils pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

Ne me quitte pas
Je ne vais plus pleurer
Je ne vais plus parler
Je me cacherai là
A te regarder
Danser et sourire
Et à t'écouter
Chanter et puis rire
Laisse-moi devenir
L'ombre de ton ombre
L'ombre de ta main
L'ombre de ton chien
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

6 comentários:

Reflexo d'Alma disse...

Poeta Eterno!
Vou deixar aqui o link de uma cena maravilhosa usando essa música,
A-DO-RO todas as versões e todas as leituras.
Espero que se delicie tanto você quanto seus leitores:

http://www.youtube.com/watch?v=uSgViEzhieU

Bjins entre sonhos e delírios

manzas disse...

O sol acende a tímida luz do dia
E embarco na viagem que nunca faço…
Abraço manhãs no ceio da chuva fria
Desbravo os ventos em trilhos do acaso

Grato estou pelo comentário
No meu “pensamentos”…
Que adormecem
Ao relento do alento
E enriquecem
Meus esplêndidos momentos

Um resto de um bom fim-de-semana

O eterno abraço…

-MANZAS-

bia de barros disse...

"No segundo dia, durante o banquete do vinho, disse o rei a Ester: Qual é a tua petição, rainha Ester? E se te dará. Que desejas? Cumprir-se-á ainda que seja metade do meu reino".
[Ester 7, 2.

Desde sempre o amor foi irracional,
Com qual e tal força,
Que belas canções e versos seus
Continuam a despertar facínio
Mesmo quando já tornados antigos...

Abraços de luz,
bea.*

Tatiana disse...

Sem dúvida alguma ela cantava e muito!
Pena ela ter se perdido por caminhos tão tortuosos.
Bela a sua postagem!

Uma bela noite de sabado e um domingo especial para o seu coração!

Carlos Barros disse...

Os génios tem caminhos que poucos compreendem, por isso o são.
beijos

myra disse...

vim te visitar pela primeira vez e gostei muito, se nao me engano esta cançao é , ou foi muito cantada por jacques brel, ou nao?
adoro ela!!!!!
beijos de tua nova visita, Myra

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin