Páginas

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Encontros




[gratidão imensa àquela pela divina pérola]

Encontros, quando
Essências transmutadas, em rota de colisão,
em vias de cruzar caminhos, ao desconhecido
abrir liberdades por não antever a rósea presença,
quando finalmente se dilatam
ao sabor do destino

Quando, em tão suave toque, colidem?
Se já não feitas para colidir...

Porque suave o toque, essencial,
Porque destinado, imprevisto,
Desconhecer, esta tão suave benção
Se me dizes que vens as 4:00
desde as 3:00 começarei a ser feliz

As dilatadas pupilas do mestre,
desnecessárias, ao tempo que
tão incompreensível fenômeno
aos olhos famintos
Tão inapreensível pelos sentidos...
derretem-lhe dos olhos
e vão buscar este prazer imenso
de mergulhar e lá haver presença

Que mão é está que dirige em tão suave toque?
[Poeta Eterno]

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin