Páginas

terça-feira, 23 de agosto de 2016

O que seria dito

Não consigo parar de pensar no que teria sido se tivesse sido. Acontece que nesse caso de ser eu não era.
Era tão pequeno que o vento me fazia leve, ao seu sabor, pipa a desconfiar da linha.
Sendo eu, já não bastava porque me faltava eu a dar sustentação ao que teria sido.
Na foto, que hoje encontro tão ou mais brilhante que outrora, me encontro mais fraco, talvez, do que antes apenas por não conseguir sequer lhe dizer palavras quase simples e amargas, talvez por este fato, sinto muito, eu quis ser, eu só ainda não era.
Hoje que sinto ser não assumo coragem sequer para dizer-lhe o que, sinto, deveria. Me sento a sentir cinza, aguardando que se importe em me desejar bom dia por vários dias. Ate que me assalte a coragem, me roube do meu eu mais racional para esferas lunares onde, enfim, dizer-lhe-ia o que nem escrever posso.

[Poeta Eterno:live]

Nenhum comentário:

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin