Páginas

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Aluga-se um corpo oco.

Rouco, esqueço de gritar meu verso,
Alugo baratinho o corpo oco,
A capa é reciclavel.
A embalagem retornável.
Alugo baratinho um corpo.

sábado, 18 de julho de 2009

A vida lhe deixara...


Porque a vida lhe deixara, reunimo-nos ao teu redor à cantar uníssonos a mesma perda.
As bocas fechadas tecendo a mesma melodia imperfeita.
Éramos todos sós em nossa perda, unicos e órfãos compartilhando a ausência que ficaria.

Poeta Eterno

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Taciturno

Durmo
E a noite pisca
Abre os olhos para o dia

Percebo
Porém permaneço
Estatificado

Pertenço
Porem me esqueço
Talvez por esquecer
É que pertença

Taciturno
Endureço

Parte
A premissa
E ficam afirmações
Negações e contradições

Fica a dialetica
Mal dita

Estarrecido
Durmo
Percebo que
Pertenço assim
Taciturno

Parto mas
Fica a dialética
Norteando o acaso.

Poeta Eterno

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin