Páginas

segunda-feira, 4 de maio de 2009

DOIS

Uma coisa que escrevi pra Beatriz do Caminhos de mim:

Hoje tive uma vontade louca de saber teu nome, de sentir teus dons, de saber da tua vida. Parece que conhecer ou saber nunca é demais, ainda assim, prefiro uma vontade louca a criar outra vontade e outra vontade... e outra...
E assim a se perder no exponenciamento das vontades.
Uma curiosidadesinha que tive...
Poeta Eterno

Só um momento que...
Só mais um momento que...
Ainda aguarde um segundo que...
Ainda não sei o que dizer....
Mais um segundo pra pensar
Poeta Eterno

6 comentários:

Reflexo d'Alma disse...

É Poeta Eterno..
Só uma reflexão nesse dia
Faltas e Excessos
Faltam palavras ali...
sobram palavras aqui...
entre o ali e o aqui
há lacunas apenas...
essas que perdidas
jamais serão preenchidas,
pois o ontem
ja foi...
o hoje ja é...
apenas é o que é
e o amanhã
esse talvez não exista....
pois onde há falta e excessso
é sinal que longe se esta do equilibrio....
Catiaho Alcantara 15.45 04/05/09

Avassaladora disse...

Curiosidade...
E quem nãos as tem?
Se aqui nesse louco mundo virtual, só temos as palavras...
Encantada com seu blog!


Beijos avassaladores!

PS: Cheguei através do Sala de Visitas... Movida pela curiosidade...rsrsrs

Tatiana disse...

Intenso...

Nos desperta essa curiosidade quando o coração se encanta por algo...ou alguém!

Vim apreciar e lhe trazer o meu carinho

Beijos

Beatriz disse...

Poeta Eterno, não só o teu comentário no meu cantinho como também a referência aqui no teu espaço, enterneceu-me o coração. Em momentos assim, confesso, fico buscando inutilmente as palavras que possam traduzir a emoção sentida, pois qualquer manifestação de apreço toca-me profundamente, principalmente quando parte de pessoas por quem sinto admiração e respeito.

Sem saber como agradecer tal gesto, e de certa forma o fazendo, deixo aqui um texto que escrevi tempos atrás dedicado a uma pessoa que até hoje, tanto tempo passado, ainda continua a ‘tocar’ meu coração através de uma saudade que só sabe sentir quem roçou as asas de um grande amor.

*** Se quiseres saber de mim hás de me encontrar pelas madrugadas orvalhadas de suspiros com o olhar perdido na colina enternecida de cores olhando tristemente o caminho percorrido por nossos passos salpicados de flores... hás de me encontrar no rastro das estrelas cadentes que iluminavam nosso olhar e nos faziam crentes na realização de tudo que o amor nos permitia sonhar... hás de me encontrar também no soprar da brisa que vem mansa carregando as palavras que ficaram esquecidas nas estradas, trazendo o amargor de frases que se fizeram perdidas sem terem sido pronunciadas... se quiseres mesmo saber de mim hás de me encontrar aqui, querendo saber o que foi feito de ti depois que a vida te afastou de mim... ***

Trazer neste comentário parte de um texto que diz tanto de mim foi a forma que encontrei de agradecer tua deferência ao meu espaço.

Que a beleza da tua Poesia possa sempre iluminar os caminhos do teu coração, onde faço depositar um beijo, com meu carinho.

Canto da Boca disse...

Só um momento que... Que nos pega, nos engole e dá vontade de continuar com o fio de Ariadne, uma vontade que leva a outra, a outra, mais outra...
Tudo é muito grande aqui, a começar pela imagem do "puzzle", que parece a fruição e fuga e chegada do próprio pensamento, da inspiração, a poesia que se liberta e liberta....
Parabéns!
;)

Avassaladora disse...

Voltei para reler e apreciar tanta coisa bonita que tem por aqui..

Beijos e linda semana!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin