Páginas

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Trechinhos

Os olhos que não conseguem continuar a vigilia diaria e a perna esquerda, compadecida, acolhe a direita que sobre ela se acomoda.
Seus braços são do chumbo mais pesado e do confortável colchão donde repousa todo o resto não conseguem se desprender.
E como se nada mais funcionasse em si, além de uma consciencia plena do que ha la fora.
No beco, a ausencia de luz e da mais remota presença humana causa arrepio.
Aquele corpo inerte, tem seus sentidos atiçados e percebe tudo que lhe rodeia, como se aquele ser um sopro da consciencia divina tivesse roubado.
A lacuna, que hora se estabelecia em sua percepção agora se preenchera e completava um ser que inerte, movia-se em direção a si mesmo.

Poeta Eterno
Trechos

3 comentários:

bia de barros disse...

E na imobilidade ele encontrou a eternidade...

bom que vc gostou do msbatata,
os teus comments tb me agradam x)

bjs de luz,
bea.*

Lucas disse...

Eh como observar a sua propria vida como um tipo de vigia-personagem, eh estar em um filme tao denso que parece muitas vezes real... Estranho nao?!

Voce jah esta nos meus "blogs associados"...

*As minucias sao inacreditaveis!

Fraterno abraco,

Reflexo d'Alma disse...

Querido amigo *amigo de alma""A lacuna, que hora se estabelecia em sua percepção agora se preenchera e completava um ser que inerte, movia-se em direção a si mesmo.""
Querido amigo amigo de alma, tem algo melhor do que: ""movia-se em direção a si mesmo.""
Adoro!!!!
Bjins entre sonhos e delírios

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin