Páginas

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

Palavras nuas

Palavras nuas

Passam por teus olhos ávidos,
As letras que de mim saíram,
E que são mais que palavras,
São esconderijos.

Cada letra em seu conjunto,
Conjura outros tantos sentimentos,
Sentimentos tantos outros,
Que desconjuntam todo o meu ser.

Cada estrutura pronta que edifico,
Não é mais do que pó de sonhos,
Que se vestem de poema,
Para desfilar no negro brilho de seus olhos.

Como num desfiladeiro,
As palavras se vão sem medo,
Tem a coragem que eu não tenho –
Mostram um eu que não conheço.

E todos os meus segredos invisíveis, se fazem ver.
E todos os delírios indizíveis, se deixam ler.
E sem vergonha de ser, as palavras são suas,
As palavras são nuas.

ღ.Røså.ღ

Nenhum comentário:

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin